Resenha Part2: "O Primeiro Vampiro" de Ewerton Carvalho

domingo, setembro 18, 2016

Presas a mostra !





​​Nota: Após conversar com o autor decidimos dividir a resenha do livro em dois posts: o primeiro contendo minha opinião sobre as duas primeiras partes do livro e o segundo sobre o resto da trama. Dessa forma, entrego agora para vocês a segunda parte da resenha. Espero que gostem!

(Para as pessoas que ainda não leram a primeira parte, segue-se o link: Resenha "O Primeiro Vampiro" Part1


Sinopse: Criado pela feiticeira Baba, Ohrí, aos cinco anos, conhece poções que curam e matam. Levado por uma caravana cigana, é escravizado por um duque em seu castelo. Caindo nas graças do Conde Wladimir, ele conhece a vingança na forma mais fria. Ao ser libertado, Ohrí encontra Khoran, um velho andarilho que o leva ao último refúgio dos celtas e druidas, nos confins da Irlanda. No povoado paradisíaco, Hy Breasail, a magia e a realidade se misturam e, após várias provações, Ohrí se torna adulto e é batizado com o Alkahest, o sal da vida. Porém, a morte de um ente querido o faz partir para fugir da dor e buscar, de novo, a paz. Em vez disso, ele encontra a guerra nas Cruzadas ao lado de Ricardo Coração de Leão. Agraciado com uma dádiva enviada das estrelas, Ohrí encontra a tão procurada paz. No entanto, ela não dura muito e um chamado irrecusável o leva a uma armadilha que o faz se considerar o culpado pela tragédia. Acreditando ser detentor de alguma maldição, parte em busca de respostas.

  Resenha

Assim como foi dito em meu outro post, o livro O Primeiro Vampiro através de uma escrita ousada e impecável traz a tona a complicada vida de Ohrí Pandur Maw.

Após a morte de Malkdor Maw e o desaparecimento de Baba, o livro assume um novo contexto, entrando em uma nova fase na vida de Ohrí, agora inicia-se a trajetória do mesmo junto ao um grupo de ciganos conhecidos como Roma, gradativamente o mesmo passa a ganhar a confiança desse povo. 

Sabe aquela sensação que temos quando lemos um livro de que momentos felizes duram pouco? Essa sem dúvida é a essência do livro. A primeira quebra de felicidade vem quando os Roma são escravizados por um conde perverso, por sua vez esse é apenas o pontapé do desenrolar de futuros eventos que afetariam a vida de Ohrí.

Ohrí cresce e com o passar do tempo diversos eventos transcorrem em sua vida. A história passa por uma guinada e finalmente os Romas são libertados e por motivos individuais Ohrí decide seguir seu caminho sozinho, rumo a uma nova aventura.


​​A obra de Ewerton Carvalho é sem dúvida um verdadeiro desafio, "O Primeiro Vampiro" apresenta uma leitura complexa e muito rica em detalhes. Cabe aqui nesse ponto destacar e parabenizar o autor por sua enorme dedicação e trabalho em pesquisas, pois é notável o grau de complexidade e historicidade embutidas em cada página. 

Uma das qualidades que destaco no livro é o fato de não ser possível presumir qual será o final da trama. A todo instante uma enxurrada de acontecimentos e tragédias provocam um reviravolta enorme no enredo e fazem com que você novamente prenda-se a essa história fascinante.

Eu adorei a oportunidade de ler essa obra maravilhosa e aventurar-me junto a Ohrí Pandur Maw por esse mundo mítico, onde magia e realidade se misturam em total harmonia. Desde já agradeço de coração o autor e parceiro Ewerton Carvalho por ter confiado a mim esse verdadeiro desafio que é "O Primeiro Vampiro".

Avaliação



Postagens Relacionadas

0 comentários

Total de visualizações de página

Siga-nos pelo email

Formulário de contato